Quando seu filho recebe um presente e você o ensina a agradecer, você já está ensinado a gratidão. Vamos analisar o que acontece com esta simples atitude de agradecer?

Ao receber um presente nos sentimos amados. Ao agradecer pelo presente recebido nós retribuímos este amor com gratidão e deixamos a pessoa que nos presenteou feliz. A pessoa nos presenteou sente a devolutiva do amor. Por isso, perceba que a Gratidão é o primeiro passo para o Amor. Sentir-se grato é sentir-se amado e na capacidade de amar. Gratidão é o reconhecimento de tudo o que você recebe durante toda a sua vida.

Mas será que todas as pessoas são Gratas? Será que é possível desenvolver a Gratidão?

Algumas pessoas ao receber alguma coisa sentem-se incomodadas, pois temem ficar em débito com alguma coisa. Estas pessoas não gostam de receber presentes, pois sentem que não conseguirão retribuir o que receberam.

Mas veja bem, nós não precisamos dar sempre na mesma moeda que recebemos, e não devemos ficar medindo se o que damos é mais ou menos do que recebemos. Nós temos que dar aquilo que temos para dar.

Outro ponto importante é que muitas pessoas ficam cobrando por tudo aquilo que não tem e esquecem de reconhecer aquilo que já tem. Tenho um casal de amigos, que deram de tudo do bom e do melhor para os filhos e quando faliram, foram cobrados pelos filhos que diziam “Vejam só em que situação vocês nos colocaram”.

Por isso é muito importante praticar a gratidão e ensinar os seus filhos a serem gratos.

Quando nos sentimos gratos a nossa pressão arterial diminui. Pessoas gratas são pessoas mais saudáveis. Quando somos gratos, nos sentimos bem, nos sentimos amados.

Como ativar este sentimento de gratidão?

  1. Observe internamente e se pergunte “O que tenho”, “O que já recebi da vida”.
  2. Busque situações difíceis que você viveu e seja grato por ter superado.
  3. Compare-se com as pessoas que tem menos
  4. Reconheça quão bem você se sente quando você é grato. Quando você recebe um presente, você pensa “poxa, porque esta pessoa está dando isso para mim?” Eu devo ter algo de bom! E isso te faz sentir-se bem.
  5. A gratidão é uma das maneiras aonde a abundância da prosperidade corre feito um rio de águas cristalinas de pura alegria, pois quanto mais você recebe, mais você se estimula a dar.

E este é o movimento da Prosperidade. É a lei do dar e receber. É o primeiro passo para a lei do Universo.

Como ser grato nos momentos em
que tudo está desabando em nossa cabeça?

Você deve estar se perguntando: “Mas e naqueles dias difíceis , naqueles momentos em que nada está dando certo? Nos momento em que sentimos a pessoa mais injustiçada, mais azarada.

Perceba que nestas situações é como se colocássemos o problema bem na frente do nosso rosto e não conseguimos ver mais nada.

O primeiro  passo é se afastar um pouquinho do problema, da situação difícil pela qual você está passando. Quando você se afasta você consegue ver as outras coisas boas que você tem. Você consegue enxergar ao seu redor e ver que há pessoas em situações mais difíceis.

Eu tenho uma amiga que o filhinho dela foi diagnosticado com Leucemia aos 4 anos de idade. Ele está há 1 ano em tratamento e ao invés de ela reclamar da vida pela situação difícil que está vivendo ela está ajudando a todos ao redor dela. Ela promoveu uma festinha para uma garotinha que está em fase terminal e sonhava com uma festa do Frozen. Ela inspirou outras mães a ajudarem com essa idéia.

Outra coisa que nos ajuda nestes momentos é ter um propósito de vida, um futuro planejado. Você sabia que 90 % dos nossos problemas são corriqueiros do dia a dia? Perceba que isso é algo pontual e que vai passar.

As vezes é um pouco difícil se manter neste sentimento de gratidão o tempo todo, mas eu vou deixar uma dica muito importante para você: Crie o seu caderninho da Gratidão.

Separe um caderninho que deve ficar no seu criado mudo e todos os dias, antes de dormir liste pelo menos 3 coisas pelas quais você é grato naquele dia.

Semanalmente releia as suas anotações e perceba quantas coisas boas você tem.

Por mais difícil que seja a situação pela qual você está passando, reflita:

  • Você consegue respirar livremente? Há pessoas carregam com si um tudo de oxigênio.
  • Você tem um lar? Há pessoas que morrem de frio e fome todos os dias.
  • Você tem uma família? Há pessoas sozinhas no mundo, jogadas em orfanatos, asilos e até mesmo na sarjeta.

Tudo a nossa volta depende do nosso olhar!

Gratidão por me acompanhado até aqui. Fique com Deus e até o próximo post 🙂

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.