De indefeso recém-nascido para um ativo bebê leva alguns poucos meses, e neste período o seu filho passará por transformações incríveis. Os bebês crescem e mudam num ritmo impressionante. Acompanhe aqui como como funcionam as etapas de desenvolvimento do bebê no primeiro ano de vida.

Muitas mães adoram comparar o desenvolvimento do seu filho e em algumas vezes ficam inseguras porque outro bebê já faz algo que seu bebê ainda não faz, mas é importante lembrar que os bebês se desenvolvem de acordo com o seu próprio ritmo. Não há um padrão de desenvolvimento para todos os bebês, há apenas algumas ideias sobre a evolução de cada trimestre, mas isso não significa que seu filho irá segui-lo, até porque ele não faz a mínima ideia que esse “padrão” existe. Gosto muito da definição de uma pediatra americana “Se o seu bebê atinge um marco mais cedo, ela pode chegar a um outro muito mais tarde, porque está ocupado aperfeiçoando sua nova habilidade”.

Lembre-se: Seu filho só irá fazer algo quando realmente estiver preparado para isso. Sem pressa, respeite o tempo do se baby. Dê amor e apoio em todo o momento! Mas, para matar nossa curiosidade materna, listamos abaixo algumas informações sobre as etapas do desenvolvimento de um bebê.

Etapas do Desenvolvimento do Bebê

Desenvolvimento do bebê: um aos três meses

Durante esta primeira fase de desenvolvimento, corpo e cérebro do bebê estão aprendendo a viver no mundo exterior. A visão do bebê começa a melhorar muito: de borrões ele passa a enxergar padrões em branco e preto e com o tempo começa a definir cores e rostos.

O sorriso é muito aguardado, mas no início é apenas um reflexo. Dentro de alguns meses, ele irá sorrir em resposta aos seus sorrisos e tentará levá-la a sorrir de volta para ele.

Seguir objetos com os olhos, abrir e fechar a mão, ficar atento quando ouvir um barulho mais alto, reconhecer um cômodo da casa e estranhar alguém que não está no convívio do bebê são alguns dos marcos que podem acontecer nesses primeiros três meses de vida. Como tudo isso é novidade, alguns bebês podem se sentir inseguros com todas essas percepções que estão tendo do mundo externo e ficar mais sensíveis e chorões. Mostre a ele que o mundo é um lugar seguro. De que forma? Dando muito, muito, muito colo, amor e carinho! Não tenha medo de deixá-lo mimado, afinal de contas ele passou mais tempo dentro do útero do que fora dele.

Desenvolvimento do bebê: quatro aos seis meses

Os bebês estão realmente aprendendo a alcançar e brincar com o mundo ao seu redor. Eles estão dominando o uso de uma ferramenta incrível, a sua mãozinha e estão descobrindo a potência da sua voz. Podem ficar mais impacientes, demandando mais atenção e colo. Não se preocupe isso faz parte o salto de desenvolvimento e pode durar de 4 a 6 semanas.

Rolar, rir, agarrar objetos (inclusive os nossos cabelos), manipular brinquedos, as mãos, colocar tudo na boca, dentro e fora, esconde e acha, em cima e embaixo são noções que o bebê começa a ter. Não se assuste se o baby começar a chorar quando você precisar se ausentar. Eles não entendem a definição de “objeto permanência”, ou seja, se ele não vê você, ele acha que você não vai voltar. Isso com o passar do tempo vai se tornando natural, mas não apresse seu filho. No sexto mês temos um marco importantíssimo: Introdução Alimentar. Uma super novidade para o seu bebê e uma dose extra de paciência e tranquilidade são bem vindas.

Desenvolvimento do bebê: sete aos nove meses

Neste segundo semestre, o seu pequeno se torna um bebê em movimento. Depois de aprender que ele pode chegar a algum lugar seja engatinhando, rolando ou de bumbum, ele vai passar os próximos meses tentando descobrir como avançar no seu desenvolvimento. Sentar, começar a balbuciar suas primeiras palavras, bater palminhas e ficar em pé são algumas gracinhas que podem acontecer nesse período também.

Durante esse trimestre pode acontecer mais um saldo de desenvolvimento do seu bebê. Ele pode ficar temperamental, mais chorão, estressado, inquieto, pode dormir mal, reclamar de inúmeras coisas que até então não reclamava. Isso tudo é normal e também pode durar algumas semanas. Não se esqueça de que ele ainda é um bebê, converse e explique tudo o que for fazer e dê o máximo de atenção que puder. Colo nunca é demais!

Desenvolvimento do bebê: dez aos doze meses

A última fase de desenvolvimento no primeiro ano do seu bebê é também bastante significativa.

Pode ser que nesse momento seu bebê queira se alimentar sozinho e é ótimo que você deixe – o brincar e explorar os alimentos. Movimentos de pinça podem começar de forma bem rudimentar, mas muito em breve já estará bem mais refinado.

Já entendem e percebem a ordem das coisas que são repetidas com maior frequência: Como guardar os brinquedos no cesto, usar as meias nos pés. Aos poucos ele vai perceber e tomar consciência das suas atitudes: vai ajudar você, por exemplo, a guardar os brinquedos e levantar os pés para que você coloque as meias nele.

E num piscar de olhos você já estará cantando parabéns e comemorando o primeiro aniversário do seu pequeno. O tempo sempre passou muito rápido, mas depois da maternidade parece que relógio gira numa velocidade ainda maior!

Por isso mamães, não deixem de aproveitar seus pequenos e muito menos dar a eles o que temos de melhor: nosso amor, nosso tempo e nossa atenção!

Conte em qual fase da maternidade você está? Quais suas dúvidas, dificuldades e alegrias? Será muito bom conhecer você um pouco mais.

Um super beijo e até breve.

Susan Maia

Fonte de pesquisa: http://www.webmd.com e http://guiadobebe.uol.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avalie este post.

Vanessa
Vanessa

Olá, Meu nome é Vanessa Ribeiro, tenho 35 anos, sou casada há 13 e a melhor parte de mim é que sou mãe de uma garota de 8,5 anos e de gêmeos de 1,5 ano. Sou administradora, empreendedora digital e coach de mães que desejam conciliar carreira e maternidade.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.